Por Maria Alana Brinker

Robervânia Albuquerque

Trabalhar com o que gosta, receber um salário suficiente para pagar todas as contas e que ainda sobre no final do mês não é uma realidade para muitas pessoas. Eu diria que, especialmente, para recém graduados e profissionais com mais de 40 anos – porque experiência nem sempre é sinônimo de boa colocação no mercado.

Está desempregado? Não gosta do que faz ou não atua na área que queria? Isso não é vergonhoso. Pelo contrário, use esta situação como motivação para você ir atrás de seus objetivos, e pense no empreendedorismo como uma possível solução.

Se você acha que é preciso ter boas condições financeiras para ter o próprio negócio, está enganado. Existem pessoas que não nasceram em berço de ouro, enfrentaram muitas dificuldades na vida e hoje são grandes empresárias. Claro que dinheiro sempre ajuda, mas, para mim, os requisitos essenciais para um bom empreendedor são:

– objetividade (para saber onde se quer chegar);

– determinação (para lutar pelos objetivos);

– disciplina (para que o planejamento não saia do controle);

– flexibilidade e jogo de cintura (para lidar com imprevistos) e;

– persistência (para quebrar barreiras como preconceitos e paradigmas). Vale a pena conhecer o caso da menina Robervânia Albuquerque,  que começou vendendo doces para ajudar a mãe e hoje está abrindo seu próprio negócio.

UMA AJUDA SEMPRE É BEM-VINDA!

Instituições como o SEBRAE (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas) orientam gratuitamente quem deseja abrir o próprio negócio, disponibilizando, inclusive, cursos gratuitos on-line, que ensinam desde como iniciar seu empreendimento até como atender clientes e vender mais e melhor.

E, para completar esta semana de empreendedorismo – sim, porque no próximo dia 11 haverá um bate-papo sobre o tema na UFRGS -, um colega de trabalho me passou o link do software do SEBRAE para empreendedores, onde é possível fazer uma análise estratégica do próprio negócio. E, claro, gratuitamente. Vale a pena conferir!

5 DICAS PARA EMPREENDER COM SUCESSO

Para encerrar o post de hoje, elaborei 5 dicas (com base em orientações do SEBRAE e do livro A Estratégia do Oceano Azul, de W. Chan Kim e Renee Mauborgne) que todo empreendedor ou aspirante a empreendedor deve saber:

1 – Planeje seu negócio antes de iniciá-lo. Uma pesquisa feita pelo SEBRAE concluiu que uma das principais causas do fechamento das empresas é a falta de planejamento no início.

2 – Pesquise. Analisar dados e fatores como tendências de mercado, perfil do público que consome o produto ou o serviço que será vendido, valor cobrado, situação em que estão as empresas do mesmo ramo é fundamental para saber a melhor maneira de investir seu capital, reduzindo riscos.

3 – Quebre paradigmas. Não é preciso ser um cientista ou um profissional ligado às novas tecnologias para gerar inovação. Inovar pode ser um processo simples, que envolve boas ideias e pessoas interessadas em executá-las.

4 – Esqueça o preconceito. Não pense em abrir um negócio, ou deixar de abrí-lo, por preconceito. Principalmente se este preconceito for de você para com você mesmo. Não existe estereótipo para ser um empreendedor.

5 – Networking. Esta é a palavra-chave para que muitas portas se abram. Conhecer pessoas está cada vez mais fácil, graças às mídias sociais. Procure blogs, comunidades e perfis em sites de relacionamento que reúnam pessoas com os mesmos interesses que os seus. Conversa vai, conversa vem, quando você menos esperar encontrará o sócio que precisava, ou será convidado a se tornar um.

Em breve, a parte 2 da série Como aprender a ser um Empreendedor, de graça!

.

>> Veja também: Cirque du Soleil – Resiliência Organizacional e Criação de Novo Mercado

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
  • Alana, acho que nós dois temos um pouco de ideia o que é pensar em iniciar um negócio, e tudo que abrange. Não é nada fácil. Gostei bastante das dicas!
    Abs.

    • Que bom que tu gostou das dicas, Marcus.

      É verdade, não é fácil abrir um negócio, e nós sabemos disso porque já pesquisamos bastante sobre o assunto. Mas, acredito que esta é uma ótima alternativa para quem deseja fazer o que gosta e tem espírito empreendedor. As dificuldades são grandes, mas as recompensas podem ser maiores ainda. Abraço!

  • Pingback: Jovem de 17 anos twitta guerra do Complexo do Alemão no Rio | Comunicação e Tendências()