Por Marina Alano

Trabalhar com pessoas não é tarefa fácil, principalmente quando se trata de relacionamentos profissionais.

Muitas empresas encontram dificuldades em transmitir aos seus colaboradores as metas e diretrizes traçadas e, principalmente, fazer com que eles sintam-se parte ativa nas ações da organização. Diante disso, o Endomarketing, uma das mais novas áreas da administração que adapta as ferramentas do Marketing para o ambiente interno da empresa, é peça fundamental para a integração de toda a equipe.

Durante minha vida acadêmica e também profissional, pude observar as ferramentas de Endomarketing sendo utilizadas de diversas formas, por diferentes setores e também com diferentes objetivos.

Apesar de o termo ter se tornado popular nas empresas, o que pude observar é que ainda há certos mitos e dúvidas que devem ser desvendados, para que a aplicação do Endomarketing dentro da organização se torne algo resolutivo. Seguem alguns dos mitos mais comuns:

1. Endomarketing é função apenas do Recursos Humanos: esse mito é comum. Atrelar a função de fazer o Endomarketing apenas a um setor, geralmente ao RH, Marketing ou, como já vi, à Assessoria de Comunicação. Para empregar o Endomarketing em sua totalidade, é preciso que vários setores trabalhem juntos, atuando dentro das áreas responsáveis é claro, mas que não designe a tarefa à apenas uma gestão. E um lembrete aos gestores e diretores: a gerência da empresa é peça fundamental nas diretrizes. Não adianta apenas delegar funções, porque o Endomarketing é uma ferramenta de gestão estratégica muito importante, que deve estar integrada a todas as ações da empresa. Portanto, acompanhe e atue de verdade.

2. Endomarketing se restringe à motivação: palestras motivacionais, cafés da manhã com o chefe são exemplos de ações que fazem parte do Endomarketing, e que são muito importantes. Infelizmente, muitas empresas acreditam que essas ações isoladas, e muitas vezes emergenciais, sintetizam a complexidade de fazer Marketing interno. O que não é verdade, pois resumem-se a ações de motivação, atuando como um amenizador de dificuldades – quando muitas vezes apenas isso não soluciona o real problema.

Motivar funcionários para amenizar problemas internos é adiar a busca por uma solução, e os colaboradores percebem que os investimenos empregados são, praticamente, jogados no lixo, pois a ação não terá resultado efetivo.

3 A comunicação do Endomarketing acontece de cima para baixo: “encher” os colaboradores com informações sobre a instituição, informativos, vídeo institucional, e não deixar que eles possam se expressar é um erro muito comum, que ocorre na maioria das organizações. O verdadeiro Endomarketing trabalha para fazer com que as pessoas tornem-se atuantes na organização a ponto de terem “a cara da empresa”. Escutar sugestões e motivá-los a participar das atividades não só fideliza o colaborador, como também ajuda a empresa a crescer.

4. O Endomarketing  sozinho salvará sua empresa dos problemas internos: é errado isolar o Endomarketing achando que de repente você contrata alguém para dar palestras, faz murais, jornais internos e sonha que o resultado apareça no próximo mês. O Endomarketing não traz resultados se não houver um trabalho conjunto das áreas de gestão dentro do clima e da cultura da empresa. Por exemplo, você abre um reunião de sugestões com os colaboradores, mas a sua  empresa tem a cultura de uma administração centralizada. Não se admire se ninguém aparecer na reunião.

Uma empresa não muda da noite para o dia, então, forçar a mudança repentina de seus funcionários é ilusão. Reavaliar o modo de gestão, assim como a cultura organizacional, aliado a uma boa pesquisa de clima, é imprescindível.

Desmistificar alguns desses erros comuns não só ajudará a organização a aplicar o Endomarketing, como também construirá um elo entre gestores e colaboradores, que refletirá em todos os níveis da empresa. Um funcionário consciente da importância de seu papel na organização não só fará seu trabalho com mais dedicação, como será um promotor da empresa dentro da sociedade. A mudança inicia quando o administrador se conscientiza que seu negócio não se resume a lucros, e atenta para a importância das pessoas.

.

>> Veja também: Entrevista com Analisa Brum: porque o Endomarketing é uma forma de fazer Comunicação Interna.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...