Por Maria Alana Brinker >>

Seu currículo foi enviado pra onde mesmo? 

interview-607713_1280Empregabilidade é um tema que me chama a atenção, porque qualquer profissional que tenha como objetivo se colocar bem no mercado de trabalho tem o desafio de se tornar empregável, mas nem todos sabem como fazer isso.

Não, eu nunca trabalhei com Recrutamento e Seleção e também não tenho formação em Psicologia ou RH, mas já presenciei alguns casos, como o que citei no post Você foi contratado para a vaga certa?, e também adoro posicionamentos como o do consultor Waldez Ludwig sobre a postura no mercado de trabalho e o quão ela influencia em nossa empregabilidade (confira o que ele fala no post Você se contrataria? Saiba como valorizar sua carreira).

Mas vamos ao tema foco do texto: você tem o perfil para a vaga que procura? Ou não sabe para onde está enviando o seu currículo?

ERROS QUE PODEM IMPEDI-LO DE CONSEGUIR UMA BOA VAGA

Quando falo de boa vaga, me refiro a uma que aproveite as habilidades e potenciais do candidato. E isso, quase sempre, é possível verificar na descrição dela, ou enviando um e-mail para o RH da empresa solicitando mais informações. O que não dá para fazer é se candidatar sem ao menos saber se você, realmente, gostaria de ocupá-la.

Atirar para todos os lados: o desemprego por longo tempo e situações como estar endividado e ter outras pessoas dependendo do seu salário (como os filhos, por exemplo) colocam as pessoas em situações muitas vezes de desespero, e aí disparar o currículo para qualquer anúncio que tome conhecimento parece ser a melhor alternativa. Pode funcionar? Pode. Mas não seria muito melhor conseguir “casar” o seu currículo com uma oportunidade que você tenha vontade de permanecer por mais tempo sem ficar pensando quando vai aparecer outra melhor?

Enviar currículo sem ler a descrição da vaga: é muito comum pessoas enviarem seus currículos para vagas as quais nem ao menos leram a descrição (pergunte para qualquer recrutador se isso é verdade e ateste a minha afirmação). O indivíduo começou a leitura do anúncio lá no título e os olhos pularam direto para o e-mail de contato. Estes candidatos não sabem, mas já demonstraram dois grandes problemas sem ao menos terem feito uma entrevista: ansiedade e falta de atenção.  :-/

Mentir no currículo: isso é sério, muito sério! Pior do que não ter experiência em algo é colocar no currículo coisas que você ainda não fez, um cargo que nunca ocupou, ou tentar incrementar habilidades que você tem em nível básico mas não admite, como falar Inglês, mexer no Excel, em softwares de CRM etc. E… Mentir para conseguir um emprego também é um tipo de corrupção.

Currículo desatualizado: se tá assim, ou atualiza ou nem envia.

O QUE O MERCADO PROCURA

Segundo Ludwig, uma empresa procura não somente experiência e formação num candidato, mas também amor ao trabalho, espírito empreendedor (para tratar a empresa como se fosse sua) e inovador (porque este é o principal fator de diferenciação hoje). É o que ele afirma nesta entrevista:

Se tiver dúvidas ou quiser trocar uma ideia sobre o mercado de trabalho para comunicadores, mande e-mail para contato@comunicacaoetendencias.com.br e fale com a nossa equipe! 😉

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...