13
mar
2014

Formadores de opinião, quanto eles influenciam?

Por Renata Gueresi >>

formadoresdeopiniao_postO que é um formador de opinião? Qual o seu papel na sociedade?

Um rapaz de 24 anos declara que não gosta de teatro e nem de literatura. Se eu disser que quem deu esta declaração foi um chinês que mora em Pequim, alguém se importaria com tal declaração, além de seus pais e amigos?Entretanto, se eu disser que esta declaração é de um novo e talentoso ator global, você acha que vai fazer diferença para alguém?

Muitos acreditam que sim, pois diriam que ele, por ser uma figura pública é influente para os jovens e as crianças da nossa sociedade, fazendo toda a diferença na vida de muitas pessoas. Isso significa que ele é um “formador de opinião”. Porém, as primeiras perguntas que não querem calar são: O que é um formador de opinião? Qual o seu papel na sociedade?

Lendo alguns termos em diferentes fontes cheguei a esta simples definição: um formador de opinião é alguém capaz de influenciar e até mesmo modificar a opinião de outras pessoas a respeito de diversos assuntos, como política, cultura, religião, entre outros.

Já para a Wikipédia, formadores de opinião são “todas as pessoas que de alguma forma conseguiram destaque na sociedade, [podendo] alterar a opinião e a conduta das pessoas nos mais diversos assuntos, por isso são chamados de formadores de opinião’”.

Agora, voltando ao ponto inicial, o ator citado no início do post, para quem não acompanhou as últimas entrevistas de Marília Gabriela, foi Caio Castro, o ator que arrancou muitos suspiros em seu último papel como o Dr. Michel, na novela “Amor à Vida”.

Uma de suas colegas de TV, Ingrid Guimarães, escreveu nas redes sociais que “vendo a entrevista de um jovem ator famoso dizendo que o ‘teatro não me apetece’ e ‘não gosto nem de me ver’. Fico pensando como vão ser os atores do futuro, que não tem formação, não passaram pelos palcos, não viveram em grupo, não tem referência e já tem uma equipe enorme de empresários, assessores e ganham um dinheirão logo nos primeiros anos de carreira. Nada contra. Só me espanta ver como alguns jovens atores se distanciam cada vez mais da essência da profissão e fazem dela um grande negócio. São eles que vão influenciar os outros jovens falando sobre glúten e whey-protein nas redes sociais. São eles que vão provar que nesta profissão é melhor abrir casas noturnas e restaurantes do que perder um fim de semana de sol num teatro” (Disponível em: <http://www.d24am.com/plus/tv/declaracao-de-caio-castro-em-entrevista-causa-revolta-na-classe-artistica/106358> Acesso em: 25 jan. de 2014). Além de Ingrid, outros atores se manifestaram, mostrando-se agredidos com tal insinuação de Caio Castro, o que o ator deu a entender é que, sem ter uma formação profissional ele estava se dando bem e que isso foi questão de sorte. Na opinião dos atores, ele não poderia declarar uma coisa assim, em público, afetando a opinião de muitas pessoas.

Vale reafirmar que, o formador de opinião é alguém autêntico, com personalidade forte e marcante, mas que precisa ter consciência da importância disso e saber usar com bastante cautela a sua voz de liderança. Não que o formador de opinião deva “podar” sua opinião, porém, é necessário considerar tudo o que defende e é dito na mídia, pois isso sempre causará algum impacto, em menor ou maior escala.

Sendo assim, como Caio pôde dizer que para ser ator não é necessário nenhum esforço, nenhum trabalho ou nenhuma dedicação? Como isso irá influenciar os jovens aspirantes a atores? Eles vão seguir seu sonho achando que não é preciso fazer nada? Que será preciso apenas enviar o currículo para a Rede Globo e esperar ser chamado para a próxima novela das nove?

E você, o que acha desse formador de opinião?

Confira abaixo parte da entrevista de Caio Castro para a apresentadora Marília Gabriela:

You need to a flashplayer enabled browser to view this YouTube video

Fonte da imagem: http://www.lidemultimidia.com.br/media/blog_old/2013/02/olms2.png

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...