Por Marina Alano >>

O que é administrar? Apesar de simples, esse verbo comporta diversos significados, como: planejar, controlar, liderar e  desenvolver, que são alguns dos sinônimos e funções atreladas ao ato de administrar. Porém, a profissão é mais que liderar e incentivar uma equipe de trabalho, já que o mercado exige um perfil profissional cada vez mais inovador, criativo e atuante na sociedade.

Ao longo de décadas, a administração vem se desenvolvendo, evoluindo, dando origem a novas teorias e técnicas para a gestão nas organizações. Taylor, Fayol, Maslow, cada um com diferentes pontos de vista. As organizações, atualmente, são administradas como complexos sistemas abertos onde variações no ambiente externo alteram  seu funcionamento interno. Além disso, o avanço tecnológico permite ao profissional aproveitar o máximo dos conhecimentos adquiridos em gestão de empresas e aplicá-los de forma ágil para o alcance dos seus objetivos.

As noções de emprego e trabalho mudaram. Desafios como a globalização, descentralização, downsizing e terceirazação estão cada vez mais presentes no dia a dia do gestor. Diante de tantas mudanças, podemos ver  que o sucesso da profissão está muito mais relacionada a pessoas do que a números; à necessidade de um olhar diferenciado para o mercado, do que simplesmente ter o conhecimento.

EXIGÊNCIAS DE UM NOVO CENÁRIO

A sociedade vive um momento em que o tempo é o recurso mais escasso e verdadeiramente não renovável. Estamos cada vez mais diante de pressões de reação rápida e de respostas em curto espaço de tempo. O mercado exige de nós um perfil competitivo baseado em características como produtivade e criatividade, qualidades essas cada vez mais valorizadas, considerando o profissional como um ser dinâmico e sistêmico, capaz de interagir e participar ativamente da vida da organização.

O que fazer diante de um cenário que requer um novo administrador, ciente de sua responsabilidade mas com limitações culturais que dificultam a mudança de mentalidade, na forma de pensar, de agir e decidir? O foco pode se transformar: da competição, onde pessoas competem com outras, para a competência, onde pessoas unem esforços e trabalham em conjunto, visando obter novos conhecimentos, novas habilidades, descobrem novas formas de administrar uma organização baseada na aprendizagem, como processo contínuo de renovação e de transformação – este sendo, no entanto, o maior desafio do administrador atualmente.

Quem não acompanhar e se adequar às mudanças desse novo cenário de constantes transformações e informatização substituindo mão de obra, que insistir nessa cultura de constante competição, esquecendo-se que o que se está exigindo atualmente ao invés de administrador competitivo é o administrador competente, estará fora do espetáculo bem antes que se imagina, pois o cenário está em reformas.

O administrador deve estar consciente dessas novas transformações, que poderão transformá-lo no principal agente de mudanças da organização. E se essa nova concepção for introduzida com sucesso, poderá provocar mudanças na mentalidade das organizações, chegando aos lares dos funcionários, mudando toda uma sociedade. É, portanto, uma nova modalidade de responsabilidade social que se encontra nas mãos dos grandes gestores das organizações: os seus administradores.

Fonte:  AILL, P.B. Aprendendo Sempre. Estratégias para sobreviver num mundo em permanente mutação. São Paulo: Futura, 1999.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...