17
set
2012

O subliminar e você, tudo a ver!

Por Sabrina Raupp >>

O assunto “mensagem subliminar” sempre pode gerar alguma polêmica, mas esse tipo de mensagem pode estar presente no nosso dia a dia – nas novelas, nos filmes, nos jornais e até nos comerciais de TV. Você já percebeu isso?

Para começar, vamos verificar a origem do termo propaganda. Segundo Flavio Calazana, autor do livro Propaganda Subliminar Multimídia, esse termo tem procedência etimológica do latim pangere, que significa plantar. Sendo assim, a propaganda significa plantar uma mensagem no receptor. Calazans ainda afirma que todo o ato de comunicação visa a isso.

Por falar em propaganda, em 2003, a cerveja Nova Schin e a Fischer América Comunicação Total foram chamadas pela promotora de Justiça do Consumidor, Deborah Pierre, a prestar esclarecimentos após a ONG Mensagem Subliminar denunciar o uso de uma em um dos comerciais da cerveja. Veja o trecho do comercial aqui (http://www.youtube.com/watch?v=olvUXKwaGc4). Embora a ONG tenha denunciado a propaganda pelo uso da mensagem subliminar, as empresas foram repreendidas pelo uso de uma palavra considerada imprópria!

Outra empresa que foi acusada de utilizar esse artifício foi o SBT. Segundo a Folha de São Paulo, Silvio Santos comprou um modelo de mensagem subliminar dos EUA com a aprovação do CONAR.

Se você procurar pelo termo mensagem subliminar no Google, vai encontrar diversos artigos que descrevem um exemplo comum, o marinheiro Popeye. Esse simpático personagem foi criado para ajudar o governo norte americano a acelerar o consumo de uma supersafra de espinafre. O objetivo era incentivar as crianças a consumir, conforme o publicitário Jorge Abid – também citado no livro de Calazans.

Sobre o subliminar, poderíamos escrever muito mais. Como, por exemplo, a relação que ele tem com o merchandising. Mas isso fica para o meu próximo post.

Antes de encerrar, deixe um comentário falando se você pensou em alguma emissora de TV após ler o título.

Fontes:

Calazans, Flavio. Propaganda Subliminar Multimídia. São Paulo: Summus Editorial, 2006.

http://www.conjur.com.br/2003-set-30/promotora_empresas_expliquem_propaganda

http://portalimprensa.uol.com.br/cdm/caderno+de+midia/52583/silvio+santos+teria+importado+modelo+de+propaganda+subliminar+dos+eua

Imagem: http://almostfalling.com/2012/07/08/spinach-iron-popeye-and-my-youth/popeye/

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
  • Eduardo

    Primeiríssima que vem na cabeça:
    Globo! “Não penso, só assisto”