16
nov
2011

Redes sociais: a liberdade que aprisiona

Por Emanuela da Silva >>

Que o mundo está conectado não é novidade para ninguém, mas é importante analisar a forma de uso do espaço virtual.

A “geração web” usa e abusa do meio virtual com vários objetivos, já que rede dispõe de uma gama de conteúdos para todos os gostos. Falar sobre internet e redes sociais divide opiniões e levanta polêmica conforme o assunto abordado. Enquanto os usuários da rede compartilharam mundialmente a admiração por Steve Jobs, que morreu em consequência de um câncer, os brasileiros aderiram a campanhas virais nas redes, e uma delas foi a manifestação sobre a doença do ex-presidente Lula e seu tratamento.  É interessante salientar que o acesso ao mundo virtual está ficando cada vez mais fácil, e que os usuários perderam o medo inicial de expor suas opiniões na rede.

A campanha no Facebook “Lula, faz seu tratamento no SUS” teve mais de 127 mil compartilhamentos, e não ficou apenas no meio virtual, polemizou o meio político também.  O objetivo aqui não é apoiar ou criticar a ação, mas ressaltar a mudança no de comportamento dos usuários mais participativos em questões públicas, mostrando que estão atentos e querem expor posicionamento diante das situações que o cercam.

Ficou no passado o internauta que navegava no espaço virtual apenas para baixar músicas, filmes, séries, jogos. O usuário participa de fóruns, debates e discussões, além de acompanhar os noticiários através na própria internet. A marcha nacional contra a corrupção, por exemplo, é um movimento que tem tomando grande proporção, e também está liderando as timelines, assim como a situação das provas do Enem – assunto em pauta na web.

O consumidor de hoje encontrou nas redes a oportunidade de reclamar e, muitas vezes, consegue rapidamente a solução dos seus problemas rapidamente. Veja mais informações aqui.

À medida que a internet ocupa as lacunas existentes dentro da comunicação, e o internauta pode vir de todas as classes sociais, graus de escolaridade diferentes, religiosidade, etc., fica mais fácil disseminar uma informação, seja ela boa influência ou não.

O LADO NEGATIVO

A facilidade da comunicação sem limites permite que o meio seja usado aleatoriamente por todos. Parece que os jovens, principalmente, se isolaram no mundo virtual e perderam a noção da diferença do que é real e virtual, assim como nos games.

Viver conectado é interessante, mas como tudo na vida precisa de moderação ou ficamos presos à conexão ou ao mundo virtual. Já existem estudos sobre o comportamento dos jovens nas redes sociais. Em um deles o psiquiatra responsável diz que as redes sociais fazem os jovens viverem como num zoológico. Mas vamos nos aprofundar melhor em outra ocasião. Por enquanto, vamos viver no mundo virtual sem esquecer do real

Confira mais informações sobre a falta de limites nas redes sociais:

http://www.tecmundo.com.br/facebook/14868-campanha-para-que-lula-se-trate-no-sus-ultrapassa-123-mil-compartilhamentos-no-facebook.htm

http://olhardigital.uol.com.br/jovem/redes_sociais/noticias/jovem-comete-suicidio-apos-postar-144-tweets-sobre-a-propria-vida

http://180graus.com/geral/pelo-orkut-e-facebook-jovens-marcam-brigas-durante-festas-469514.html

http://zerohora.clicrbs.com.br/rs/noticia/2011/11/apos-polemica-em-redes-sociais-governo-oferece-10-de-reajuste-a-delegados-3551065.html

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
  • Pois é, Emanuela Silva, hoje não vemos mais as crianças brincarem na rua. As notícias hoje também são como rastro de pólvora, numa rapidez só já se espalham. As pessoas fazem compras pela internet, e ainda compartilham sentimentos nas suas redes sociais, abrindo-se um leque para o livro virtual e não real.

    • Manu Soprano

      Sim, Marilene concordo com você. Infelizmente este comportamento distante, apesar da conexão, é quase universal nos usuários da rede. Mas para que isso não se torne automático estamos aqui para refletir sobre tudo isso. Obrigada!

  • Emanuela da Silva

    Sim, Marilene concordo com você infelizmente este comportamento distante apesar da conexão é quase universal nos usuários da rede. Mas para que isso não se torne automático estamos aqui para refletir sobre tudo isso. Obrigada!