Por Maria Alana Brinker

Como falei em meu último post, nós da Geração Y nascemos em uma época privilegiada do ponto de vista tecnológico. Com a aceleração do desenvolvimento de novas ferramentas para a Comunicação, e aqui incluo a SMM (Social Media Marketing), temos acesso a muito mais informações e podemos ampliar inúmeras vezes o nosso networking. Mas você já contabilizou quanto tempo gasta em frente ao computador e o quanto dessas horas você realmente aproveita?

Propaganda ComputadorPassamos tanto tempo na Web que nossas relações acabam se virtualizando, junto com os estudos e com nosso trabalho – que agora dependem muito do computador e da Internet. Isso foi atestado por uma recente pesquisa feita pela empresa de consultoria Delloit, chamada “O Futuro da Mídia”. Nela, 81% dos participantes apontaram o computador como o meio de entretenimento mais importante em relação à TV. Do total de entrevistados – incluindo brasileiros -, 58% disseram que videogames, jogos no computador e online são importantes fontes de diversão. O resultado ainda mostrou que as pessoas passam 32,5 horas na Internet por semana, enquanto na frente da TV apenas 9,8 horas.

É fato que muitas atividades, como a produção de trabalhos escolares e a própria comunicação dentro das empresas precisam ser realizadas pelo computador, só que acabamos nos acomodando à rapidez e à facilidade de comunicação proporcionadas pela Internet, e nos desacostumamos com as maneiras tradicionais de interagir com as pessoas. Agora me pergunto: isto realmente é saudável? Se você tem o costume de mandar e-mail e falar por MSN com o colega de trabalho que está na mesma sala ou ao seu lado, é hora de rever seus conceitos sobre a importância dos relacionamentos face a face.

Perdemos com a virtualização dos relacionamentos

Se ganhamos com a possibilidade de aumentar nossa rede de contatos, perdemos com a acomodação de utilizarmos apenas a SMM para nos comunicar. Noto que os clientes, seja em qualquer tipo de empresa, também sentem falta da comunicação face a face. Atendimento via telefone, envio de mala-direta e newsletter etc., seja como for a maneira virtual de se comunicar, ela não substitui, de jeito nenhum, a fala e a expressão corporal na interação pessoal.

Vale a pena levantar da cadeira para colocar a conversa em dia. Transmitir uma ideia, dar um “bom dia!” ou esclarecer dúvidas pessoalmente quase sempre é mais eficiente do que por e-mail. E o mesmo vale para os relacionamentos pessoais: se ultimamente você anda vendo seus amigos muito mais pelo Orkut do que ao vivo, pode ser o momento de rever a quantidade de horas que você passa na Web.

Quantas horas por dia você passa na Internet? Deixe seu comentário.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
  • Oi Maria. Na verdade o brasileiro é o povo que passa mais tempo na internet, com média mensal de 48 horas e 26 minutos por pessoa. Neste site http://bit.ly/BCDZG tem outras informações.

    Na verdade a internet facilita muito a vida dos clientes, hoje muitos problemas se resolvem em casa. Claro que ‘ela não substitui, de jeito nenhum, a fala e a expressão corporal na interação pessoal… Vale a pena levantar da cadeira para colocar a conversa em dia. Transmitir uma ideia, dar um “bom dia!” ou esclarecer dúvidas pessoalmente quase sempre é mais eficiente do que por e-mail’ mas acredito que muitos clientes preferem resolver à distância e a internet diminui muito esta distância.

    Mas como profissionais muto de opinião, como profissionais precisamos tirar a bunda da cadeira e conhecer o cliente, não da pra entender o problema dele de longe.

    MATEUS

  • Maria Alana

    Mateus, muito legal o link que tu me passaste. Os dados disponíveis lá são bem interessantes, e podem orientar muito estudantes, profissionais da Comunicação e de outras áreas mais ligadas às novas tecnologias da informação, além de investidores em e-commerce.

    Com certeza, nós brasileiros passamos muito tempo na Internet. Mais ainda com a facilidade ao acesso através das lan houses e dos computadores presentes em instituições como escolas e faculdades – como diz no site que tu indicou. A pesquisa que a Delloit realizou, no entanto, incluiu participantes de vários países, e não somente do Brasil. Talvez por isso o número de horas tenha sido inferior ao que tu mencionaste.

    Abraço.

  • Pingback: Você se contrataria? Saiba como valorizar sua carreira. « Comunicação e Tendências()