10
nov
2015

RP e Literatura: os livros de Lauren Weisberger

Por Elvira Costa >>

Lauren Weisberger, norte-americana, é Bacharel em Inglês e escritora. Ficou famosa após escrever O Diabo Veste Prada.

Fonte da foto: laurenweisberger.com

Fonte da foto: laurenweisberger.com

Não só de livros acadêmicos vive o RP. Aliás, ter espaço na estante para a Literatura de lazer também é muito importante. Entre outras vantagens, aguça a criatividade, relaxa e diverte. Entre tantos autores de romances contemporâneos, a americana Lauren Weisberger, sem dúvidas, é das que mais se destaca ao retratar cenas do cotidiano de um RP e também de outros profissionais de Comunicação. Andrea Sachs que o diga. Andrea, aquela jornalista que sofreu nas mãos de Miranda Priestly em O Diabo Veste Prada (livro e filme). Aliás, a Miranda do livro é bem mais assustadora que a do filme.

Fonte da imagem: Saraiva.

Fonte da imagem: Saraiva.

O Diabo Veste Prada já é uma história bastante conhecida do público, sendo o filme, inclusive, parte da bibliografia de alguns cursos de RP. Mas Lauren também escreveu outras histórias igualmente fascinantes para o setor de Comunicação, sobretudo, os relacionados ao mercado de entretenimento e eventos.

Fonte da imagem: Saraiva.

Fonte da imagem: Saraiva.

“Tenho um escritório cheio de gente cujo trabalho é conhecer todo mundo que vale a pena. Trinta e cinco mil nomes, na verdade, e podemos entrar em contato com qualquer um deles a qualquer momento. É o que nós fazemos. Falando nisso, o que você faz?”. Esse é o texto da contra-capa do livro Todo mundo que vale a pena conhecer, em que Lauren retrata a vida de Betty Robinson, que deixa o emprego em um banco para trabalhar em uma agência de RP, a Kelly & Company.

Como a contra-capa sugere, a Kelly & Company trabalha basicamente com pessoas consideradas importantes o suficiente para compor a lista de 35 mil nomes. E Betty trabalha com a lista e com a promoção dos eventos. É o famoso mailing list. Também faz lembrar aquela notícia em que uma lista de camarote do Rock in Rio categorizava algumas celebridades conforme o grau de importância, algumas delas até recebendo o apelido de “VIPÃO”. Com esse livro, Lauren mostra o outro lado do aparente cotidiano glamouroso de quem administra essas listas.

Fonte da imagem: Saraiva.

Fonte da imagem: Saraiva.

Uma noite no Chateau Marmont conta a história do casal Brooke e Julian. Ela: uma nutricionista dedicada, que cuida de crianças e que sonha em ter o próprio consultório. Ele: um cara boa praça, de família tradicional, que não aceita muito bem o fato de ele querer seguir carreira na música. E a carreira acontece. Com direito a Billboard, produtor workaholic e cena com presença de Jon Bon Jovi. Ótimo por retratar, com boa dose de crítica, o cotidiano de produtores culturais e assessores de imprensa do setor. Ressalte-se: crítica feita ao mundo do showbizz quase hollywoodiano e suas excentricidades.

Além do enredo sobre a carreira de Julian, como qualquer história que mostra a vida de um casal, o livro também traz boas lições sobre vida conjugal e, mais especificamente, sobre ser cônjuge de uma pessoa famosa. Nesse conflito, claro, não falta a atuação da imprensa marrom, sua indústria de fofoca e as consequências que causa às vidas das pessoas retratadas.

 

Fonte da foto: laurenweisberger.com

Fonte da foto: laurenweisberger.com

Lauren Weisberger, norte-americana, é Bacharel em Inglês e escritora. Ficou famosa após escrever O Diabo Veste Prada, fruto da sua experiência como assistente da editora-chefe da Vogue norte-americana, Anna Wintour. Lançado em 2003, o livro ficou entre os mais vendidos da lista do New York Times por um ano. Escreveu também À Caça de Harry Winston e A Vingança Veste Prada – O Diabo está de Volta. Este último, como o nome sugere, é a sequência de O Diabo Veste Prada.

Agora, o bastidor do bastidor: encontrei algumas cenas de “falha nossa” ou “bloopers”, como os gringos chamam. E legendado em Português. Para lembrar…

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...