Por Marcus Vinícius Souza

De acordo com a comScore – líder mundial em mensurações digitais – em um ano, a utilização de aplicativos para redes sociais, pelo celular, cresceu 240%, enquanto que o acesso ao serviço via browser aumentou 90%.

No Brasil, até junho de 2010, segundo pesquisa divulgada pela Acision, apenas 3% dos usuários de celular acessam redes sociais pelo aparelho. Entre os usuários de smartphone, o índice sobe para 13,7%.

Esses dados ainda representam índices muito baixos, principalmente se comparados aos números de países da Europa e EUA. Por um lado, as operadoras de telefonia colaboram com esses baixos índices, à medida que cobram valores ainda muito altos por pacotes de dados; mas por outro, o Brasil é um país com grande potencial de aumento, devido a sua liderança ao acesso às redes sociais. Além disso, as plataformas de celular muito colaboram para que isto ocorra.

Um desses sistemas operacionais que vêm ganhando grandes dimensões é o Android. Criado pelo Google, e já em sua versão 3.0 – honeycomb, seu desenvolvimento é feito com código aberto, baseado no Linux usado em PCs e servidores, e permite que os celulares tenham tela sensível ao toque, conectividade 3G, muitas vezes um teclado QWERTY integrado, câmera, acesso a uma loja de aplicativos (Android Market), wi-fi e muitos outros recursos que facilitam a vida do usuário de redes sociais.

Encontrar os aplicativos para atualizar as redes sociais não é difícil. Fãs do Twitter têm no Twitter for Android um dos melhores clientes para esta rede social, embora alternativas como o Seesmic e o Nimbuzz não fiquem para trás. E há clientes oficiais para o Facebook, Orkut e muitas outras redes no Android Market.

Para quem frequenta várias redes, uma solução é usar um aplicativo que facilite postar informações em várias delas de uma vez só. O Anypost integra mais de 30 redes sociais diferentes, entre elas Facebook, Twitter, LinkedIn, Yammer, AIM, GTalk, Skype, Flickr e Posterous.

Enfim, aplicativos para continuarmos atualizando as redes sociais via mobile não faltam. Isso reforça as informações iniciais apresentadas no post: que o crescimento de atividades centrais de internet se desacelera. Novas tecnologias como celulares inteligentes e serviços de redes sociais modificam cada vez mais a forma como os consumidores acessam a web.

.

>> Veta também: Campanhas de Links Patrocinados:por onde começar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...