Por Elvira Costa >>

Chamado Heroes (heróis, em inglês) app permite a comunicação entre doadores e hemocentros / Imagem: reprodução

Chamado Heroes (heróis, em inglês) app permite a comunicação entre doadores e hemocentros / Imagem: reprodução

 

14 de junho é o dia mundial do doador de sangue. Ontem (14 de junho de 2016), o profissional de tecnologia da informação – Manoel Gonçalves Neto – lançou o aplicativo Heroes, que permite conectar doadores a hemocentros. A ideia surgiu há quatro anos, quando um familiar precisou de doação de sangue e teve muita dificuldade de encontrar doadores. Para levar a ideia adiante, Manoel deixou o emprego e fundou uma ONG.

O aplicativo pode ser acessado através do site www.heroesbrasil.com.br – onde o doador faz seu cadastro para que os hemocentros entrem em contato. Logo, não é necessário ter smartphone para acessar o aplicativo. Fiz o cadastro em menos de um minuto.

Ideias que transformam

Sem dúvida, Manoel deu um grande exemplo de altruísmo (chegou a deixar o emprego para realizar o projeto). Iniciativas como a dele mostram que conhecimento técnico aliado a criatividade e vontade de realizar podem contribuir para o bem. Nesse contexto, vale lembrar que ações capazes de unir tecnologia, comunicação e redes sociais podem contribuir com boas práticas em diversos setores sociais, de segurança pública a mobilidade urbana, de modo que a criatividade é o limite.

Inspirada na ideia fantástica de Manoel, selecionei alguns aplicativos que demostram o valor da postura colaborativa, de estar online para compartilhar informações de cidadania e busca por fazer valer direitos sociais.

Onde Fui Roubado. Ninguém tem dúvida de que a segurança pública é um dos principais problemas nas grandes cidades, já sendo notório também em cidades pequenas de vários estados. O app Onde Fui Roubado surgiu com o objetivo de mapear casos de roubo e furto, e, atualmente, já registra casos em 800 cidades do Brasil.

Proteste Postos. Sabemos que o preço do combustível é preocupação de todos, já tendo ocorrido até campanhas de boicote a postos. Então, consumidor bom é consumidor que pesquisa e vai em busca dos preços mais vantajosos. O aplicativo Proteste Postos permite saber onde há combustível mais em conta.

99Taxi e Easy Taxi. Permitem chamar o taxi mais próximo. Muito eficiente quando estamos apressados. Mas um ponto negativo é a segurança. Pois qualquer taxista pode fazer cadastro, ou seja, equivale a pegar qualquer taxi que estiver passando na rua. Aproveito o momento para falar com conhecimento de causa, pois usei muitas vezes. Numa delas, a pessoa que veio não era a que estava cadastrada. Em outra oportunidade, o taxista deu o golpe do caminho mais longo e ainda foi estúpido quando questionei. Resultado: voltei a chamar taxi por telefone, com intermédio das cooperativas. Aqui fica um exemplo de como as tecnologias colaborativas também oferecem risco.

Moovit. Aplicativo disponível em 65 países, oferece informações sobre transporte público, como horários e tempo de viagem. É o Waze do transporte público.

Waze. Permite saber onde há congestionamento e até alagamento. Também permite saber onde tem polícia, sendo muito utilizado por quem quer fugir de blitz.

Trip Advisor. Permite conhecer opinião de quem passou pela experiência: o consumidor. Exemplo excelente daquela ideia de Marketing: o insatisfeito fala muito mais, pior para a marca. Melhor para o cliente, que vê as opiniões e avalia a escolha de compra com mais segurança.

A tecnologia dos aplicativos está a favor dos consumidores. Algumas vezes, como no exemplo de Manoel, a favor da cidadania e da vida. Através dos aplicativos, criou-se mais um canal de comunicação onde é possível pesquisar e ter acesso a serviços os mais diversos. Confira lista com 114 aplicativos úteis.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...