12
jan
2015

A vingança dos meios de comunicação

Por Renata Gueresi >>

Na semana passada, enquanto dava uma olhada no Facebook, me deparei com um card muito divertido, postado pelo blog Comunicadores, que me fez refletir sobre um assunto: a influência dos meios de comunicação em nossos relacionamentos.

A vingança dos meios de comunicaçãoMas o que, afinal, eu vi no card do Face?! Vi uma revolta contra o celular. Eram diversos meios de comunicação que num passado não muito distante foram utilizados por nós, seres humanos, no nosso dia a dia. Estes meios são: carta, calendário, máquina fotográfica, telefone fixo, rádio, relógio, calculadora e fita cassete. O card apresentava o celular no meio de uma roda, feita por todas essas mídias, e eles iriam “pegar” o celular para um acerto de contas, pois agora ele tem tudo isso, ou seja, nós paramos de usar essas coisas separadamente para usá-las todas em uma única tecnologia: o aparelho celular. E como diria um professor meu, “nós até podemos falar nele”.

Eu sei que muitas vezes nós nos pegamos em uma conversa animada com os amigos e pensamos: como a gente vivia antes do celular? E realmente, hoje, a cada dois minutos mais ou menos, eu dou uma olhada no meu celular e o que eu vou fazer?! Vou checar meus e-mails, dar uma olhada no Face, no Twitter, no WhatsApp, enfim.

Nós estamos reféns da tecnologia atual e isso só tende a melhorar ou piorar, depende do ponto de vista. Por exemplo, aspectos super positivos do avanço tecnológico foram a facilidade e a rapidez de acesso à informação, a agilidade de se comunicar com outras pessoas, a mobilidade e a acessibilidade na aquisição de novos produtos. Por outro lado, a tecnologia tem nos distanciado dos seres humanos, do contato olho a olho, do carinho físico, da conversa num barzinho, do final de tarde tomando um chimarrão na Redenção (parque localizado em Porto Alegre).

Eu não sei vocês, mas tenho percebido no próprio círculo familiar que meus primos da nova geração gastam e preferem passar horas e horas e horas em frente ao computador jogando ou até mesmo num bate-papo com os amigos do que sair e se encontrar pessoalmente com a galera.

De qualquer forma, não pensem que eu sou o tipo de pessoa que é contra a tecnologia. Pelo contrário, adoro todas as novas invenções que são criadas todos os dias e que facilitam a nossa vida, mas também acredito que está na hora dos pais convencerem seus filhos a sairem mais, a irem num cinema, a darem uma volta na quadra, qualquer coisa que os tire da frente do computador por pelo menos 1h por dia, pois assim já vão fazê-los voltar ao “mundo real”.

E você, o que acha de toda essa tecnologia?

Fonte da imagem: https://www.facebook.com/comunicadores.info/photos/pb.210302176564.-2207520000.1421081774./10152975498441565/?type=3&theater

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
  • Laryssa Caetano

    Não tem como escapar da tecnologia, principalmente se ela facilita a vida. Se os meios estão ficando obsoletos diante das inovações, provavelmente novidades vem por aí para substituí-las. Apegar-se à uma ferramenta em desuso ou que não serve mais para determinada tarefa, para mim, é perda de tempo.
    A resistência à tecnologia (não precisa ser um hard user) é inútil.
    http://www.oestadoonline.com.br/

    • Renata Gueresi

      Ola Laryssa! Concordo que não tem escapatória, a tecnologia foi criada para facilitar nossa vida e não da pra fugir disso. Pelo contrário o melhor é aceitar e aproveitar tudo de bom que nós temos no mundo hoje.