02
jul
2012

Você foi contratado para a vaga certa?

Por Maria Alana Brinker >>

… se alguém não está se dando bem em algum trabalho, pode ser que esta pessoa só esteja na vaga errada, e nem saiba disso.

O que me levou a escrever o post de hoje é a frequência com que tenho observado um comportamento equivocado presente no mercado de trabalho, principalmente a partir da Geração Y: o despreparo para assumir funções.

Certa vez, quando trabalhei no Marketing de uma conceituada empresa gaúcha, a gerente do setor convocou nossa equipe para uma reunião de esclarecimento sobre a demissão de um colega recém-contratado. De acordo com ela, que também fazia parte da equipe há pouco tempo e não havia participado do processo de seleção, o motivo da demissão foi erro na contratação, pois a vaga em questão necessitava ser preenchida por um profissional com nível de conhecimento sênior, e não uma pessoa recém-formada, como era o caso dele.

Lembro-me bem dela dizendo que havia tomado aquela decisão, pois sabia que se deixasse ele naquela vaga prejudicaria ambos os lados: a empresa, por contratar alguém com pouca experiência para toda a demanda de serviço que viria pela frente, e o funcionário, pois pela falta de experiência – e não por falta de competência – ele começaria a ter sua imagem profissional prejudicada.

Este caso me fez pensar na importância de sabermos alinhar as nossas habilidades e experiências com as responsabilidades que iremos assumir numa empresa. Acredito que, muitas vezes, por falta de orientação, ou mesmo na ânsia de se destacar, mostrar serviço ou de ser promovido, muitas pessoas, principalmente quem está começando no mercado de trabalho, acabam assumindo funções nas quais não têm preparo suficiente.

Quero deixar claro que defendo quem não fica na zona de conforto e assume novos desafios, pois eu também penso assim na minha vida profissional. Mas também sei que precisamos ter humildade para assumirmos quando não temos a expertise suficiente para novas funções ou uma outra vaga, e passarmos a chance para outra pessoa.

Se estou criticando aquele colega? Longe disso! Tenho certeza de que nem ele e nem quem o selecionou sabiam que o candidato para aquela vaga precisava ter mais “tempo de estrada”. De fato, ocorreu uma falha no processo de seleção, e que pode acontecer em qualquer empresa.

A lição que ficou para mim foi muito valiosa, e sempre digo que se alguém não está se dando bem em algum trabalho, pode ser que esta pessoa só esteja na vaga errada, e nem saiba disso. Fica a dica!

Fonte da imagem: http://commcognition.blogspot.com.br/2006/10/todays-dilbert-seems-about-right.html

 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...