Por Maria Alana Brinker >>

Na última sexta-feira, dia 30 de outubro, tive a oportunidade de ir a mais uma edição do TEDx Unisinos. E, como em todos os TEDs, algumas palestras me chamaram mais a atenção do que outras, em especial a palestra da Flavia Moraes, renomada cineasta que hoje está à frente da Direção de Inovação e Linguagem do Grupo RBS.

O projeto The Communication Revolution, tema principal da sua fala, é resultado de um ano de pesquisa, mais de 360 horas de entrevista, com 150 entrevistados no Brasil e nos EUA, que atuam em agências de propaganda, empresas de tecnologia, laboratórios de inovação e grandes veículos. Todo este material serviu de embasamento para a definição de onze premissas para o futuro da Comunicação, que podem ser usadas para inspirar, entre tantos profissionais, gestores que estão ajudando a planejar os rumos que a empresa irá tomar.

O The Communication Revolution traz novidades e não novidades. É que, na verdade, ele é rico porque reune e sintetiza valores e atitudes que o mundo precisa resgatar e que cada vez mais a sociedade está atenta e cobra. E isso é ótimo! Cada vídeo tem em torno de 1 minuto. Então, somando com o tempo que você levou para chegar até esta frase, digamos que você leve em torno de 12 minutos para chegar ao final deste post.  Mas, se o leitor ainda quiser se aprofundar mais, dá para conferir várias entrevistas clicando no título de cada premissa. Quer saber? Vale a pena para se inspirar!

#BETRUE (SEJA VERDADEIRO)

Você está numa vitrine 24X7.  O que o separa da sua audiência é uma linha cada vez mais tênue e transparente. Posicione-se clara e autenticamente. Seus interlocutores estão cada vez mais preparados para identificar erros. Se errar, admita. Seja verdadeiro. Autenticidade e coragem encantam. O falso é démodé.

#BETRUSTED (SEJA CONFIÁVEL)

Informação e tecnologia são commodities e ponto final. A sua audiência precisa de curadores criteriosos e confiáveis, e confiabilidade se constrói através de relações de mão dupla. Em meio ao Data-Tsunami em que vivemos, assuma o compromisso de filtrar, informar e surpreender. Antecipe-se, descubra o que seu público quer, necessita e ainda não sabe.

#BEPART (FAÇA PARTE)

A cultura da participação rejeita fortalezas, muros altos e intransponíveis. O encastelamento é inaceitável: onde ainda é muralha, construa aberturas. Participe, compartilhe, aproxime-se, humanize-se. Você tem todos os meios e os melhores motivos para fazer parte. Logue-se logo, e descubra as múltiplas oportunidades que esse mundo multidimensional oferece.

#THINKPLURAL (PENSE PLURAL)

Dualismo e bipolarização são comprovadamente restritivos. Ajude a construir uma cultura do diálogo e da criação coletiva em diferentes plataformas. Pense conceitos abertos, flexíveis, múltiplos. Rejeite verdades absolutas. Nenhuma merece crédito. A verdade é multifacetada e permite variadas interpretações e narrativas. Aprenda a contextualizar.

#THINKMOBILE (PENSE MOBILE)

O mundo está em nuvem, acessível e sem fronteiras e há fortes indícios de que poderá estar, num futuro próximo, em outro lugar igualmente improvável. Aceite o inimaginável. Assuma a possibilidade de novos formatos e novas configurações; mobile é convívio, conveniência, é recriar experiências. Pense mobile e subverta antigas concepções de tempo e espaço.

#BEBETA (SEJA BETA)

As versões beta subvertem a lógica dos cronogramas industriais e ajudam consumidores a satisfazer o desejo de interagir com quem produz. Beta pressupõe questionamento, autocrítica e abertura para a mudança. Não case com as suas ideias, seja permeável, insatisfeito, incansável. O definitivo é provisório. Só o estado beta é permanente.

#THINKAHEAD (PENSE A FRENTE)

Abandone as zonas de conforto e as certezas reducionistas do passado. Evite as fronteiras construídas pelo chamado senso comum. A vida produz erros e acertos, aprenda com ambos. Vá em frente, inovação é coragem, experimentação, aprendizado e risco. E o lucro, é a remuneração do risco.

#THINKHIGER (PENSE ELEVADO)

Eleve o pensamento atribuindo aos seus propósitos significados mais nobres. Business também existem para servir e melhorar a qualidade de vida das pessoas. Transparência, responsabilidade social e gratidão são moedas fortes. Elas criam um círculo virtuoso comprovadamente eficaz para os negócios. O lucro não perdeu a importância. Apenas não é mais a única razão de ser das empresas.

#BECOLLABORATIVE (SEJA COLABORATIVO)

A era digital fragmentou o mercado de trabalho. Babyboomers, gerações X, Y ou Z, ligadas a corporações ou a home-offices, precisam construir alianças e aprender a operar em rede. Entenda que hoje o valor está no comprometimento coletivo, na colaboração e na qualidade do que você e seus aliados entregam.

#BEINTUITIVE (SEJA INTUITIVO)

Intuir significa olhar com atenção, ver com todos os sentidos. A sabedoria resulta deste olhar atento e observador. A intuição revela, antecipa, prediz, subverte e busca as respostas onde elas geralmente estão: no espaço invisível que conecta um acontecimento ao outro. Liberte-se das amarras do pensamento cartesiano. Demostre com a lógica, descubra com a intuição.

#BEUSEFUL (SEJA ÚTIL)

Utilidade é um valor subjetivo diretamente relacionado a um grau de satisfação. Portanto, utilidade é percepção. Ela não está no que você realiza, mas no modo como o que você realiza é percebido. Use as premissas deste estudo para aumentar nos outros a percepção de utilidade naquilo que você faz e descubra em “The Communication Revolution” conhecimento capaz de fazer diferença na sua vida, e na vida dos demais.

E não para por aí: como o projeto está numa versão Beta, a plataforma ainda está sendo atualizada com mais conteúdos.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...