Por Maria Alana Brinker >>

Se você trabalha com mídias sociais ou apenas gerencia o seu próprio perfil, sabe que o retorno e o seu desempenho dependem de uma série de fatores, como: tipo de conteúdo divulgado, quem segue você, quantas pessoas leem seus textos, quantas vezes as informações que você posta são compartilhadas e por quem, que tipos de comentários recebe etc.

Cada vez que um novo canal de mídia social é criado, surgem diferentes termos, parâmetros e regras que definem desde seu ranking ou page rank na web até uma posição melhor nos buscadores – neste caso falamos de SEO (Search Engine Optimization). Até aí, tudo bem. Criar perfis nas mídias sociais não tem mistério. Mas, e gerenciá-los? Você já pensou que para conseguir bons resultados com suas ações nas mídias sociais é necessário um bom planejamento?

A ansiedade em divulgar informações pode fazer com que os retornos – tanto de imagem como os financeiros – obtidos através das mídias sociais sejam muito diferentes dos objetivos traçados. Isto acontece porque, muito provavelmente, as pessoas que você adiciona / segue e o conteúdo postado / replicado não foram planejados. “Peraí”, então faltou delimitar onde você queria chegar.

COMO FAZER PLANEJAMENTO DE MARKETING PARA MÍDIAS SOCIAIS

Todo planejamento de Marketing tem uma estrutura básica, que é adequada às necessidades e ao contexto da situação. Para as mídias sociais não é diferente, e você pode começar com as seguintes etapas, nesta ordem:

1 – objetivo (definir o que se pretende com a realização das ações, onde se deseja chegar);

2 – público-alvo (quais os tipos de pessoas que deverão receber as informações divulgadas);

3 – análise externa ou da concorrência (aqui é importante fazer o levantamento das oportunidades e ameaças);

4 – análise interna (neste item, devem ser analisados os pontos fortes e fracos do cliente ou do seu próprio negócio);

5 – escolha dos canais (depois de definido o público-alvo, pesquise os canais onde ele está presente e analise em quais você quer investir);

6 – check list (nesta etapa, será definido quem faz o quê);

7 – monitoramento (este item é um dos mais importantes do planejamento, porque é ele que mostrará se as ações estão sendo efetivas ou não. O monitoramento pode ser realizado através de pesquisas, enquetes e relatórios.);

8 – cronograma (o bom e velho cronograma nunca pode faltar, e deve ser levado a sério. Lembre-se que atrasos frequentes no cumprimento das tarefas podem significar problemas no processo.).

Dica: nem sempre quantidade é sinônimo de qualidade! Dependendo do negócio do cliente e do objetivo que se tem com a criação do perfil, vale mais a pena seguir / adicionar 200 pessoas que tenham características e comportamentos do público-alvo do que 1.000 que não tenham.

No próximo post, que será veiculado depois de amanhã, confira a 2ª parte do planejamento de Marketing para mídias sociais. Não perca!

.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...